Compartilhe



Inédito Dissertação de Mestrado Marcos José de Olivera PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Escrito por Equipe Fakeclimate   
Sáb, 30 de Abril de 2011 17:58

 

Inédito Dissertação de Mestrado Marcos José de Olivera

O registro da temperatura terrestre é um indicador fundamental nas análises de mudanças do clima global. A presente investigação tratou da verificação e quantificação dos efeitos de heterogeneidades (erros) em séries da temperatura do ar obtidas em estação climatológica localizada em Itirapina, SP, Brasil. As principais causas de heterogeneidades estudadas foram: mudanças dos horários de observação e cálculos da temperatura média diária; mudanças dos tipos de instrumentos utilizados (convencionais e automáticos) e mudanças nos abrigos meteorológicos. A metodologia aplicada consistiu em comparar, em diferentes escalas temporais, várias séries de temperatura do ar em relação a uma série de referência, assumida como mais confiável. As diferenças obtidas, em termos de desvios, resultaram em valores nas seguintes ordens de grandeza, de acordo com cada escala: 10,0ºC na escala das medições horárias; 5,0ºC na escala das
médias diárias; 2,0ºC, na escala mensal; 1,0ºC na escala anual; e 1,5ºC na escala de normal climatológica (30 anos) de exibição dos valores médios da temperatura do ar. Conclui-se que em escalas reduzidas (horárias e diárias) existem erros de alta magnitude de variação, porém de baixa frequência de ocorrência. Com o aumento da escala, a magnitude dos desvios diminui. As causas de heterogeneidades, de acordo com os desvios observados, ficam classificadas, na ordem de menor para a maior intensidade de influência: mudanças dos abrigos; mudanças dos cálculos das médias diárias; e mudanças dos instrumentos. No contexto da discussão do aquecimento global, na ordem de 0,6ºC no último século, a ocorrência de erros e incertezas de mesma ou maior magnitude pode comprometer o uso da temperatura do ar como uma evidência confiável de mudanças do clima, uma vez que mudanças não-climáticas interferem significativamente nas medições.
O uso da evidência é discutido no contexto da interação entre a Ciência, Política, Mídia e Economia. Foi identificado que, neste âmbito externo ao meio científico, as incertezas são diminuídas e ignoradas, tanto devido ao processo de simplificação da informação para sua difusão, quanto devido a interesses que norteiam a manipulação intencional e tendenciosa do tema. Devido à disputa de diferentes interesses, foi feita uma breve discussão de alguns aspectos controversos, permeando a atuação de cientistas céticos à crença da contribuição humana significativa nas mudanças climáticas.

Inédito Dissertação de Mestrado Marcos José de Olivera

Acesse aqui

 

Última atualização em Sáb, 30 de Abril de 2011 18:08